Institucional


O projeto CANTECHIS visa o desenvolvimento de soluções tecnológicas aplicadas a canteiros de obras de empreendimentos habitacionais, especialmente de interesse social (EHIS), visando à sustentabilidade ambiental e melhoria das condições de trabalho.

O projeto está dividido nos seguintes subprojetos:

  • SPDIG – Diagnóstico das principais necessidades de soluções tecnológicas em canteiro de obras de empreendimentos de habitação de interesse social.
  • SPSPC – Aperfeiçoamento de sistemas de proteção coletiva em canteiros de obras de empreendimentos do PMCMV.
  • SPEMP – Desenvolvimento de soluções para redução da emissão de materiais particulados em canteiros de obras de EHIS.
  • SPIPC – Soluções tecnológicas sustentáveis para instalações provisórias de canteiros de obras de EHIS.
  • SPTEC – Desenvolvimento de tecnologias de execução relacionadas a métodos e sistemas construtivos inovadores para empreendimentos do PMCMV, com foco em sistema construtivo industrializado.
  • CASSINO – Jogos de Casino online no Brasil.

Cada subprojeto, de um modo geral, visa realizar um diagnóstico das condições esperadas e observadas da sustentabilidade e das condições de trabalho com base nos pontos principais dos subprojetos. Em especial busca focar os canteiros do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), buscando o aperfeiçoamento e o desenvolvimento de soluções tecnológicas voltados para os empreendimentos de habitação de interesse social, apoiados por órgãos públicos. Entretanto, em caso de dificuldade de estudos específicos para PMCMV, idealizou-se contar com outros tipos de obra.

Impactos científicos esperados:

– Diagnóstico das condições de execução e do impacto causado nos canteiros de obra e junto à mão de obra de sistemas construtivos industrializados

– Estabelecimento e validação das necessidades prioritária de soluções tecnológicas visando à sustentabilidade ambiental e melhoria das condições de trabalho nos canteiros de obra.

– Formação de alunos nas várias instituições de ensino e pesquisa participantes da pesquisa tanto em nível de graduação quanto em nível de pós-graduação

– Fortalecimento dos laços científicos entre universidades brasileiras e estrangeiras

– Pesquisa em temas inéditos (emissões de material particulado nos canteiros de obras; melhoria das condições de trabalho em HIS)

– Publicação de artigos em congressos nacionais e internacionais como forma de divulgação dos resultados da pesquisa

– Publicação de livro com os principais resultados dos subprojetos

Impactos tecnológicos esperados:

– Aperfeiçoamento de alguns sistemas de proteções coletivas e aperfeiçoamento da estrutura de sistema de certificação de proteções coletivas

– Desenvolvimento de base de dados sobre o nível de emissão de materiais particulados nas vizinhanças de canteiros de obras de empreendimentos habitacionais HIS

– Elementos de uma Política de Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) que considere os desafios da sustentabilidade ambiental e melhoria das condições de trabalho nos canteiros de obra.

– Incorporação da temática dos canteiros de obras numa futura Política de Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) para a área da Tecnologia do Ambiente Construído

– Recomendações para o desenvolvimento de normas técnicas e para o estabelecimento de políticas públicas

– Transferência de conhecimentos sistematizado da academia para o setor produtivo

Impactos econômicos esperados:

– Informações para o desenvolvimento de equipamentos de obras de melhor desempenho ambiental pela menor emissão de material particulado na atmosfera

– Maior interação entre as universidades, cadeia da construção civil e governos, buscando o atendimento das reais necessidades da cadeia

– Melhor relacionamento das empresas construtoras com as comunidades circunvizinhas e organizações do terceiro setor (responsabilidade social corporativa)

– Menores riscos para as empresas construtoras de sofrerem multas ou processos jurídicos por parte do poder público, vizinhos e trabalhadores do canteiro de obras

– Menos danos a edificações e veículos próximos aos canteiros de obras

– Redução de afastamentos da mão de obra da linha de produção devido a doenças respiratórias

– Redução de despesas de prevenção e tratamentos de problemas de saúde relacionados à exposição a materiais particulados, principalmente de trabalhadores e vizinhos das obras: asma, bronquites, alergias, arritmias cardíacas e ataques do coração

– Redução do consumo de materiais devido a perdas e retrabalhos

– Redução do impacto econômico pela consequente redução de acidentes nos canteiros de obras

Impactos ambientais esperados:

– Criação de procedimentos de controle e monitoramento das emissões de material particulado nas empresas construtoras brasileiras

– Futura redução de impactos ambientais negativos causados pelos canteiros de obras em função de ações oriundas da Política de Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) que considere os desafios da sustentabilidade ambiental nos canteiros de obra

– Redução da poluição e dos incômodos causados pelas emissões de materiais particulados, com menores impactos sobre o meio físico (solo, ar e água) e o meio biótico (fauna e flora)

– Redução do consumo de materiais devido a perdas

Impactos sociais esperados:

– Definição de elementos para o desenvolvimento futuro de novas ações para visando a sustentabilidade ambiental e a melhoria das condições de trabalho.

– Formação de alunos e pesquisadores nas várias instituições de ensino e pesquisa participantes da pesquisa no nível de graduação e de pós-graduação

– Fornecer elementos para a futura capacitação profissional de trabalhadores na área de soluções tecnológicas em canteiros de obras

– Melhoria das condições de segurança no trabalho reduzindo a demanda por serviços públicos de saúde, o uso de recursos do INSS e elimina o sofrimento emocional de vítimas e familiares.

– Melhoria das condições de trabalho nos canteiros de obras nas diferentes etapas do processo de produção

– Redução da poluição e dos incômodos causados pelas emissões de materiais particulados, com menores impactos sobre o meio antrópico (trabalhador, vizinhança ou sociedade em si)

– Redução de problemas de saúde relacionados à exposição a materiais particulados, principalmente de trabalhadores e vizinhos das obras: asma, bronquites, alergias, arritmias cardíacas e ataques do coração